Arqueólogos acham 6 mil peças históricas durante obra em Salvador

Arqueólogos encontraram mais de seis mil artefatos históricos durante escavações da obra de requalificação da Avenida Sete de Setembro, no Centro de Salvador. Entre os itens recuperados estão peças de cerâmicas portuguesas do século XVI, moedas, cachimbos, contas de colares e ossos. O trabalho de sondagem arqueológica durou mais de seis meses, em 108 pontos da via. As obras começaram em maio deste ano e devem ser concluídas em fevereiro de 2020. O estudo do terreno foi autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Segundo a prefeitura, ainda há resgate de material. De acordo com o G1, os arqueólogos encontraram também cerâmicas de produção local e importação, além garrafas de vidro de produção industrial e artesanal. Todo o trabalho dos arqueólogos, passaram cerca de 180 dias com o trabalho de prospecção no local, foi feito em conjunto com as obras [o número não abrange as datas de captação e retirada do material da Avenida Sete]. As intervenções interromperam trechos específicos e os profissionais seguem realizando resgates nas áreas. Além de autorizar o trabalho na via, o Iphan também acompanha todo os achados. A prefeitura não detalhou para onde os artefatos serão levados, nem se o instituto será responsável pelas peças.