Comunidade Quilombola de Jânio Quadros realiza evento sobre conscientização negra.

No último domingo (1) a Associação Quilombola de Periperi realizou um evento para discutir e conscientizar sobre a consciência negra com o seguinte tema: “Povo negro unido, é povo negro forte, quem não teme a luta, quem não teme a morte”.

O evento foi realizado pelo segundo ano consecutivo com palestras, oficinas de trança, argila, turbante, performance sobre a mulher com a atriz Jânioquadrense  Glace Lopes, roda de conversas, momentos culturais como reisado, roda de capoeira, comida típicas e encerramento com muito forró ao som da dupla Cesar & William artistas da terra. Além do público alvo que compareceu em peso, estiveram presentes o Vereador Celso Teixeira, o Professor e coordenador do Pré-Vestibular Quilombola, em Vitoria da Conquista Flávio Passos e a Secretária de Agricultura; a Senhora Ana Paula Dutra Pereira onde ela parabenizou todos os envolvidos e organizadores dizendo que gostou muito da realização.

O que a consciência negra?                                                                     Consciência Negra é uma expressão que designa a percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos. Também representa a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social.

Dia da Consciência Negra                                                                                      O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia Zumbi, um africano que nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos de idade. Mais tarde ele voltaria para sua terra natal e seria líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695.

A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações de afro-brasileiros que sucederam a época de escravidão sofreram (e ainda sofrem) diversos níveis de preconceito.                                                                  A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela então presidente Dilma Rousseff.                                                                                                         Em alguns estados do país, o Dia da Consciência Negra é feriado como no Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.